teste

segunda-feira, 13 de julho de 2015

POLICIA FEDERAL EM CAMAMU

A Polícia Federal desarticulou hoje (13) uma organização criminosa suspeita de desviar mais de R$ 57 milhões Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). De acordo com a PF, os criminosos, que agiam no Distrito Federal, Bahia, Minas Gerais e São Paulo, fraudavam licitações com apoio de agentes públicos que também participavam do esquema.


Em Sessão realizada no ano de 2014, o Vereador JORGE KENED SANTOS GOZA chamou a atenção da Administração a respeito do Processo Licitatório 008/2014 com valor global de R$ 2.220.000,00 
( DOIS MILHÕES DUZENTOS E VINTE MIL REAIS) para curso de qualificação,em informatica dos
Professores da Rede Municipal de Ensino, e solicitou informações sobre : Onde seria realizado os cursos,
e quias  pessoas estavam recebendo o referido curso. Pois a empresa vencedora do certame já estava
sendo investigada em outros Municípios, fato desconhecido pelo EDIL a empresa, KELLS BELASMINO
MENDES. ( KBM ), salientou também a importância da quilificação dos servidores, para uma renumeração
mais justa, e melhoria na qualidade do ensino, colocando nossos munícipes em condições de igualde com
outros.
Infelizmente nossa cidade ficou famosa mais uma vez de forma negativa,sendo noticia Nacional e alvo de Investigação da POLICIA FEDERAL, que realizou na manhã desta Segunda Feira mandados de busca e apreensão de documentos que servirão de base para a próxima fase das investigações.

De acordo com as investigações que culminaram na Operação Águia de Haia, deflagrada hoje, os criminosos agiam desde 2009, iniciaram o esquema em São Paulo e depois em Minas Gerais. Em 2010, segundo a PF, a quadrilha estabeleceu sua “base principal” de atuação na Bahia, sendo que o esquema chegou a funcionar em 18 municípios baianos, um em Minas Gerais e um em São Paulo. Segundo a Polícia Federal, cerca de 450 agentes cumpriram 96 mandados de busca e apreensão e 4 mandados de prisão preventiva, nos três estados e no DF. Os suspeitos serão indiciados por fraude em licitação, corrupção ativa e passiva e formação de quadrilha. 

)

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook Favorites More