teste

sábado, 3 de junho de 2017

Saiu inelegível pela Juíza local

Em Camamu a oposição entrou com recurso especial eleitoral no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), contra o acórdão do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (fls. 1.334-1.338 e 1.478-1.482) que, por unanimidade, deferiu o registro da então candidata a prefeita loná Queiroz (PT).

A oposição fundamentou a ação no precedente de Tianguá/CE, cuja análise de constitucionalidade está pendente de julgamento no Supremo Tribunal Federal.

Para entender, lona teve uma condenação em 2008, e existe uma discussão sobre quando vence os oito anos de inelegibilidade, ou em 2 ou 5 de outubro de 2016. No caso de Tianguá, a maioria dos membros do TSE entenderam que vence em 5, com isso Ioná terá seu registro indeferido e mandato cassado.

Mas como o STF está discutindo a questão, o Ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Admar Gonzaga, suspendeu a ação contra Ioná no TSE até o julgamento do STF sobre o caso. Então, por enquanto, a prefeita continua no cargo.

a Cidade vive uma de suas piores fases, política, administrativa e governamental, atingindo quem votou e quem não votou na atual Prefeita.

E toda culpa da falta de Gestão é colocada na antiga Administração.



0 comentários:

Postar um comentário

Facebook Favorites More