teste

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Camamu pode ficar sem prefeito


A prefeita Ioná Queiroz do PT, que por orientação política e jurídica do PT estadual, resolveu descumprir uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral - TSE, que a deixava inelegível por (08) oito anos. No entanto o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia - TRE, decidiu desrespeitar a decisão da estância máxima ou seja: a justiça tem três estâncias; a municipal que é o cartório eleitoral, a estadual Tribunal Regional, e o Tribunal Superior que é o órgão responsável pelo cumprimento do Código Eleitoral Brasileiro bem como as súmulas vinculantes e jurisprudência.

Nesta quinta feira 10 de Agosto o processo que provavelmente ensejará no afastamento da prefeita e toda sua equipe, foi para a mesa do relator, e terá que dá uma decisão: pode ser pelo afastamento ou pela permanência no cargo, o fato é que a insegurança jurídica está deixando o povo sofrendo.

A redação do site Camamu Atual, está a disposição da equipe jurídica da ré, para divulgar qualquer esclarecimento posterior, até porque todos os camamuenses sabiam que a candidata encontrava-se inelegível, e mesmo assim resolveram arriscar.

Agora pagam um preço caro com a ausência de serviços básicos; ruas esburacadas, lâmpadas queimadas, falta de medicamentos, pagamento de prestadores de serviços atrasados, saúde funcionando de forma precária.
Esse é o legado da escolha do povo de Camamu.

Matéria: Camamu Atual

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook Favorites More