teste

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

A candidata Edylene Ferreira defende igualdade de direitos para homens e mulheres


26  de agosto. Dia Internacional da Igualdade Feminina ou da Igualdade de Gênero. Mas a verdade é que poucos sabem desta data ou o que ela representa. A igualdade de gênero é uma luta antiga das mulheres, mas muito pouco abraçada pelo nosso modelo de sociedade.
Muitos afirmam que entre homens e mulheres não pode haver igualdade pois são muito diferentes. Diferentes, sim. Biologicamente e até cognitivamente. Mas quando se trata da luta pela igualdade feminina, esta é uma questão de direitos humanos e uma condição de justiça social.
A Igualdade de Género exige que, numa sociedade, homens e mulheres tenham as mesmas oportunidades, rendimentos, direitos e obrigações em todas as áreas. Devem e beneficiar das mesmas condições no acesso à educação, nas oportunidades no trabalho e na carreira profissional, no acesso à saúde, no acesso ao poder e influência etc.
Atenta às questões relacionadas aos direitos das mulheres, a candidata a deputada estadual, Edylene Ferreira, acredita que mais do que celebrar o dia internacional da igualdade de gênero, o que se precisa é efetivar políticas públicas de combate às desigualdades. “É papel nosso, do político homem ou mulher, lutar pelo empoderamento das mulheres, pela introdução da perspectiva de gênero nas políticas para que assim tenhamos uma sociedade mais justa e igualitária”, opina a candidata.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook Favorites More